General Elections

É período de eleições aqui na Grã-Bretanha. Depois de muito ver esse assunto nos jornais resolvi assistir o debate de ontem à noite entre os lideres dos principais partidos. Como acontece no Brasil tb, volta e meia alguém solta um comentáriozinho daqueles e uns estão sempre alfinetando os outros!

A diferença é que os debates são novidades por aqui, esse ano foi a primeira vez que fizeram isso. A população aprovou. Nem tem como não gostar, né: é uma excelente oportunidade de vê-los expondo suas propostas de governo. E eu ainda treino o inglês!



Os "candidatos" são os seguintes:

  • Nick Clegg - Liberal Democrats (ou Lib Dem)
  • Gordon Brown (atual PM) - Labour
  • David Cameron - Conservatives (ou the Tories)

Minha professora disse que os britânicos estão muito insatisfeitos com o atual governo, que não querem um conservdor no poder, mas que o Nick Clegg apareceu do nada e não tem experiência de governo. Então a decisão da próxima quinta-feira será complicada!

Os assuntos que mais preocupam a população são a economia (situação da Grécia, impostos altos, desemprego), a imigração, os benefícios que algumas MUITAS pessoas ganham do governo, seja pq estão desempregadas ou pq são menores e tem filhos pra criar (a Grã-Bretanha tem o maior índice de gravidez na adolescência da Europa!), o sistema de saúde NHS etc.

Obviamente que o que mais chamou minha atenção no debate de ontem foi o assunto imigração. As posições dos 3 partidos são bem distintas: o Labour é a favor, digamos; o Conservatives é contra e ontem o Cameron insistiu que é preciso reduzir drasticamente o número de imigrantes aqui - os outros dois ponderaram que prometer essa redução é ridículo pq a maioria dos imigrantes é da União Européia, ou seja, não há como expulsá-los! -; o Lib Dem é meio a meio: propõe expulsar alguns imigrantes mas tb conceder anistia/cidadania a quem está aqui há mais de 10 anos.

O Times trouxe hoje o resultado de uma - esqueci o termo.. é pesquisa? bom, vai esse mesmo! - pesquisa sobre as intenções de voto do pessoal: Cameron e Clegg empataram com 38% enquanto Brown teve 25%. Quando um partido não consegue a maioria das cadeiras (mais de 326 das 650 "regiões" do Reino), tem-se um "hung parliament". Nesse caso é preciso uma coalisão entre os partidos com mais cadeiras. Ah, esqueci: aqui não se vota no candidato, como fazemos no Brasil; eles votam no partido e o líder daquele com mais MPs (ministers of Parliament) eleitos vira o Prime Minister (PM).

Hoje a Rachel, minha professora, conversou com a gente sobre esse sistema daqui. Ela explicou que, a nível "municipal", digamos assim, tem os councillors, que são como vereadores e são eleitos por voto popular. São eles que elegem o mayor, quando a cidade tem prefeito, do mesmo jeito que acontece com o Primeiro Ministro.

Nacionalmente falando, há a House of Commons, que nada mais é que o conjunto de MPs, eleitos pelo povo; e a House of Lords. As duas formam o Parliament. Pelo que entendi, elas funcionam como nossos Câmaras de Deputados e Senado: algumas leis só são postas em prática se aprovadas pelos lords.

Sobre eles: ou são nomeados ou herdam o título!!! São velhos, aristocratas e conservadores. Tb existem ladies, mas são poucas. E a maioria dos briânicos acha que a house of lords tem que ser deixada de lado.

Acho que basicamente é isso.

2 comentários:

Betty Gaeta disse...

Que experiência bacana esta de morar fora do país! Adorei o seu blog.
Bjkas e tenha um ótimo sábado.

isismatdlim disse...

adorei a aula!! foi hj neh? deu nas noticias aqui.. ah1 e o nome da pesquisa eh boca de urna! tenho ouvido muito por causa das nossas eleiçoes.. tbm teria esquecido!! hah
bjinhos!