CHEGUEI!

Bom, eu chorei e isso já sabia que ia acontecer. O que eu não esperava era que minha mãe não chorasse!!! Diz aí, ela chorou depois que eu entrei?


Ah, Dani, Nathy, Pizza, Manu, Banga e Vitao, muuuuuuito obrigada por terem ido lá se despedir de mim! Adorei vcs lá!





Continuando... a fila da imigração tava enorme e pra piorar o ar não tava fazendo o menor efeito.


Como já tava com o horário apertado entrei logo no avião, nem passei no freeshop (até pq não ia comprar nada mesmo!).


Eu sentei no corredor como havia pedido. meu avô pensou que fosse corredor, mas não. A "numeração" que era estranha mesmo: AB EFG HJ (???)


Meu colega de poltrona não era espaçoso, fedorento ou roncava! Foi ao banheiro logo no início e pronto!


A viagem foi tranqüila: jantei pouco pq já tinha comido um cheeseburger no aeroporto, cochilei (mas não consegui efetivamente dormir, por mais que tentasse), li revista, ouvi música e tals. O café da manhã tinha fritada de salsicha (ok) e batatas (é, pois é)!!! Comi pouco, pra variar. hehe.


Na chegada em Lisboa, eu fiz uma coisa que a maioria das pessoas faz (erradamente) e que vai contra o que minha mãe sempre fazia em todas as viagens da gente: levantei assim que o avião parou e, obviamente mofei com aquela mochila pesada (que deixou uma puta dor no meu ombro)! No voo seguinte eu fui o mais lerda possivel pra sair. Bem melhor, sem pressa.


Lá não passei na imigração pq era uma conexão, e nem tive contato com as malas que foram direto pra Londres. Fui pro portão de embarque e fiquei esperando, novamente lendo revista e o cartão que ganhei!!! Brigadão, mais uma vez!

Como o avião tava longe do terminal nos fomos ate ele de ônibus e aí senti o frio, mas foi por pouco tempo (ah, no terminal eu passei no banheiro e coloquei calça e blusa térmicas!).


Esse segundo vôo tb foi tranqüilo. Cochilei um pouquinho e almocei o sanduíche-íche que eles serviram. Chegando perto da Inglaterra a vista das nuvens e do sol era superbonita! Mais pra perto do aeroporto, como o avião jah tava baixo deu pra ver Londres e identificar a London Bridge, a Roda Gigante, o Parlamento, o Palácio de Buckingham etc. Foi bem bacana!


A imigração foi bem tranqüila: tava vazia, com só três oficiais. O cara me cumprimentou com um “Hi there”, pegou meu passaporte, viu meu visto, perguntou da carta da escola, fez uma piadinha (que eu não dei mt trela) e me lembrou que tenho que me registrar na polícia dentro de 7 dias. Só isso! =D


Pra pegar as malas pedi ajuda a um funcionário indiano pq não consegui entender qual era a esteira do meu vôo. Peguei as malas sozinha, pus num carrinho bêbado, que não me obedecia direito, e saí!


E... não vi nenhum rosto conhecido! Que que eu fiz? Sentei e chorei? Nããão! Fui pro orelhão e liguei pra casa do meu tio usando um cartão que eu ganhei na agência de interâmbio. Ninguém atendeu, claro, pq já tinham saído. Então liguei pra minha mãe, que disse que ia falar com ele (sim, eu não tinha o celular dele e nem o da Gê).


Fui prumas cadeiras que ficam ao lado do desembarque e em frente de um café chamado Costa. Fiquei esperando lendo uma revista, mas sempre olhando pra ver se meu tio aparecia (ou se tinha alguém suspeito!). Devo ter esperdo, sei lá, uns 20/30 minutos. Eles chegaram e explicaram que a freeway que leva a Londres tava engarrafada. A gente foi pra casa, mas antes jantou no Pizza Hut pq o Ton queria comer pizza. Ah, não consegui entender praticamente nada que a garçonete falava! Sério, é MUITO rápido!


Chegando aqui na cidade, tio Kareca fez um tour da cidade, mostrou a rua principal (High St.) e a estação de trem. Chegando em casa, Gê me mostrou tudo e eu fui esvaziar as malas (a chave do cadeado de uma das malas eu nao encontrei, entao hoje o tio Kareca teve que serrá-lo) e colocar minhas coisas no armário do meu quarto! Pois é, um quarto e até um armário só pra mim!!!


Pensei que ia sentir frio a noite, mas nao! Dormi aquecida!



4 comentários:

isismatdlim disse...

AAAAAi que bom ouvir noticias suas!! que medo hein, chegar e nao ver ninguem! putz eu ia começar a chorar q nem um baby! haha beeeijo grande p voce, griingaa! :*

Gabi R. disse...

hahahua ia nada, na hora (as vzs) a gente toma uma atitude.
beijao, amiga!

Florzinha disse...

Amada Filha, tb me causou surpresa o fato de não ter chorado. Diante dessa fase muito difícil que tenho passado, devo ter criado um mecanismo de defesa pra me poupar do desgaste, pois vc sabe o qto tem sido gde. Lembro me que pensei: "Não vou chorar pq minha Gabi está realizando um sonho seu e isso é algo muito positivo! Ela vai passear e aprender de TUDO! Devo me alegrar! Mas CLAAAAARO que sinto MUUUUIIITAS saudades a cada segundo. Os meus dias tem andado sem "Sol", apenas com "Música"! Rssss Amo vc"

Gabi R. disse...

Mãe, sei que a música vai esquentar seu coração!